Conclusões de neto

Atenção! Esse é um relato baseado em fatos reais. Foi escrito por um adolescente em meio a uma de suas crises existenciais após uma briga com os pais.

Certa vez li em um estudo que netos criados juntos a seus avós tinham mais auto-estima e confiança. E eu, que sempre questionava dados e teorias desses institutos e centros de pesquisas, já que podem ser meras perâmbulações ou devaneios alheios... passei a acreditar nisso.

Quem pode se transformar em um sujeito introspectivo, inseguro e infeliz tendo a casa dos avós como um recinto, um templo precioso onde se repõe todo o gás e planeja as próximas metas para a vida? Casa de ‘vô e vó’ é a sua terapia sem pagar nada! Confira só:

1.Quando o assunto é comida...

Casa de vô e vó é o local onde você toma aquele sorvete no palito que na sua casa não teria tal sabor. É lá que se come o melhor bolo de chocolate com cobertura de prestígio. Onde você toma refrigerante no café da manhã. Belisca doce antes do almoço. Devora e se meleca com aquele cachorro-quente repleto de catchup, mostarda, purê e batata palha.... É onde você almoça durante a semana, aos sábados, domingos e feriados. Come aquele pãozinho quente sempre quando você pede com aquela cara de criança abandonada.

2.Quando o assunto é folga....

É no sofá da casa deles que você pode colocar o ‘pezão’ de chulé. Tem telefone liberado para tarifas locais, celulares e interurbanos. Saídas e baladas todos os dias. Banhos demorados e escaldantes. Tela Quente, Jô Soares e toda a programação noturna que se tem direito. Dormir até 12h. Dormir a tarde. Acordar a hora que Deus quiser porque eles não vão deixar nada e ninguém lhe tirar desse oásis. Lá você dorme. Como um rei!

3.Quando o assunto é flashback...

Casa de vô e vó é sempre momento para histórias e retrospectivas de suas vidas. Eles contam cada fato do passado deles que você também percebe que ambos aprontaram muito.

Vó e vô é canção sem letra, porque a memória deles não é mais a mesma e eles embaralham trechos de uma canção com outra, e você se diverte muito com isso. Com vô e vó você até topa cantar aquelas músicas antigas, as sertanejas, de raiz que eles te ensinaram quando você era pequeno.

E quando eles recordam de alguma cena de sua infância? Putes...com eles é diferente. Não é ‘mico’ que nem com pai e mãe. É relembrar e rir muito!

4.Quando o assunto é micão...

Você assiste Silvio Santos com eles e acha o máximo. Ou ainda, confere o resultado da Tele Sena com os velhos numa boa. Deles você ganha presentinhos e mimos especiais no aniversário e Natal. Na casa deles você encontra seus primos, parentes chatos e companhia, briga e arma o barraco com seus pais e irmãos...

5.Quando o assunto é serio...

Vô e vó: é elogiar e dizer que é ‘bom partido’ aquele último namorado que você apresentou e seus pais olharam meio torto para o cara. É esconder os ‘seus’ podres dos ‘seus’ pais. Conversar horas e mais horas com eles e adorar aquele papo, que ao mesmo tempo que te escuta, te repreende.

E quando você está no maior dos bodes e eles ainda insistem em tomar partido e dizer que você tem razão? E com razão! Eles conhecem bem você. Eles conhecem bem o filho de seu filho, a quem eles geraram e criaram. Vô e vó também puxam a orelha. Dão sermão. Falam que você tem que respeitar seus pais. De que precisa estudar. Trabalhar e trabalhar. E ter acima de tudo juízo.

6.Conclusão...

Se o mundo é repleto de gente insegura e de baixa estima, a Organização Mundial de Saúde (OMS) deveria soltar um alerta ao mundo: todos os meninos e meninas desse planeta não podem mais ficar um dia se quer longe de seus avós!

Fala a verdade...não tem coisa melhor do que aqueles cabelos grisalhos, que resumem a experiência e longos anos de vida, e aquela expressão que se resume a um sorriso confiante sempre te fazendo feliz, te dando apoio em tudo. Tudo. Vô e vó é isso: bolo de chocolate, sorriso e carinho! Vô e vó: um monte de sonho...e todos realizados...por eles!

Vou morar com meus avós...é essa a sacada!

Assinado: filho frustrado que prefere não se identificar

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Música, Arte e cultura